Atenção

Fechar

estante

Em nome dos pais

Em nome dos pais

Autor: Matheus Leitão
Publicação: 2017
Páginas: 448
Preço sugerido: R$ 49,90

A primeira lembrança que o jornalista Matheus Leitão tinha da vida política no Brasil remonta ao final dos anos 1980, durante a campanha para as eleições diretas à Presidência. Mas, bem antes de despertar para a política nacional, ele já escutava dentro de casa as expressões “perseguição”, “prisão” e “porão”, proferidas pelos pais, os jornalistas Marcelo Netto e Míriam Leitão. Só mais tarde a tenebrosa palavra “tortura” emergiu nas conversas de família. No seu primeiro livro, o aguardado Em nome dos pais, que a Intrínseca lança em maio, Matheus narra sua inabalável busca para reconstituir o quebra-cabeça em torno do passado dos pais durante a ditadura militar no Brasil. Míriam e Marcelo eram militantes do PCdoB quando, em 1972, foram delatados por um companheiro de luta, depois presos e torturados. Naquela ocasião, Míriam estava grávida de seu primogênito, Vladimir.

Em nome dos pais é uma viagem pessoal e familiar, mas também narra a jornada de um cidadão brasileiro que busca entender as aflições da geração que enfrentou a repressão. O autor deu início às suas investigações há mais de dez anos, analisando documentos oficiais, antes mesmo dos debates levantados pela Comissão Nacional da Verdade e da aprovação da Lei de Acesso à Informação. Matheus entrevistou militantes de esquerda, militares e o “companheiro” que entregou Míriam e Marcelo aos agentes da ditadura. Esse grandioso esforço de reportagem acabou reconstituindo o ambiente que se vivia nos piores anos da ditadura e culminou na revelação da identidade de torturadores de seus pais.

Matheus conta em detalhes a trajetória dos pais no movimento estudantil, passando pelo dia em que seus caminhos se cruzaram pela primeira vez, durante um show do cantor Sérgio Ricardo, em Vitória. Também descreve as circunstâncias da prisão do casal, que estava a caminho da praia, bem como o sofrimento do pai durante os nove meses em que ficou preso em uma solitária na Vila Militar, no Rio de Janeiro. Passado e presente se entrelaçam nesta obra que reconstitui com rigor eventos do início dos anos 1970 e, ao mesmo tempo, apresenta a emocionante peregrinação do autor pelo Brasil atrás de respostas. É sobretudo uma história sobre um país que ainda reluta em acertar as contas com um passado obscuro.

“Indispensável. Ensina que se pode perdoar mesmo sendo difícil, mas esquecer jamais.”

Zuenir Ventura

“Um grito de amor e de protesto numa reportagem obstinada que reúne o que o jornalismo tem de melhor. Histórico.”

Lilian Witte Fibe

MATHEUS LEITÃO nasceu em Brasília, em 1977. Especializou-se em jornalismo investigativo e recebeu os mais importantes prêmios da área, como o Esso, o Troféu Barbosa Lima Sobrinho, o de Excelência Jornalística da Sociedade Interamericana de Imprensa e menção honrosa no Vladimir Herzog. Trabalhou nos jornais Correio Braziliense e Folha de S. Paulo, na revista Época e portal iG, além de ter sido Visiting Scholar na Universidade de Berkeley, na Califórnia. Atualmente edita o Blog do Matheus Leitão, sobre política e polícia, no portal G1. Em nome dos pais é seu primeiro livro.





Voltar para a estante