Atenção

Fechar

estante

Errando na Mosca

Errando na Mosca

Autor: Juliana Araripe
Editora: Realejo
Publicação: 2018

Com prefácio de Maria Ribeiro e orelha de Domingos de Oliveira, Errando na Mosca (Realejo Editora) será lançado dia 24 de outubro, na Livraria da Vila, em São Paulo

“O humor é um dos poucos valores indevassáveis do mundo. Quando uma pessoa é engraçada? Todos nós somos pessoas engraçadas? Porque, quando tentamos ser, em geral não somos? Juliana é engraçada”, escreve Domingos de Oliveira na orelha do livro de crônicas Errando na Mosca, que a atriz e roteirista Juliana Araripe lança dia 24 de outubro, na Livraria da Vila, em São Paulo.

Juliana é reconhecida pelo trabalho como atriz e roteirista, foi protagonista e colaboradora de roteiro da série Mothern no GNT, além de autora de alguns textos da peça Confissões das Mulheres de 30, 4 longas, 3 séries e 2 programas de TV. Também costuma aparecer em muitos comerciais como atriz, o que acaba deixando seu rosto bem conhecido do grande público. Mas é na palavra impressa em livro que ela se apresenta agora, com histórias da própria vida. “Tenho uma relação com a escrita que funciona como uma paixão avassaladora, de repente, pá. Mas só acontece porque você é tudo que viveu e se construiu ao longo da vida, senão não se apaixonaria desse ou daquele jeito”, conta.

A ideia de reunir num livro veio do editor José Luiz Tahan: “Eu acompanhava as histórias que ela postava no facebook e tinha uma intuição que aqueles textos poderiam viver fora das redes sociais. Tinha um capricho a mais”, lembra ele. Depois de um café e uma conversa, Errando na Mosca começou a nascer. Título este, sugerido pelo editor.

Todos os temas passam pela vida de Juliana, entre reflexões e acontecimentos corriqueiros do dia-a-dia, sempre com um olhar bem-humorado, que é característica marcante dela própria. “Tudo o que eu escrevo, obviamente, passa por mim, então é sempre a minha visão. Mesmo num roteiro, quando não é, é a minha visão de ‘não ser’, então sou sempre eu. Soa meio egóico, mas tudo acaba sendo um pouco autobiográfico, mesmo quando é absolutamente diferente da sua vida e do que você acredita”, explica.

Diferentemente do processo de escrita de um roteiro, em que desenvolve-se a trama, criam-se personagens, com arcos emocionais, na crônica tudo acontece rápido. “É distinto, mas parte do mesmo lugar que é sentar e escrever. Mas eu escrevo em pé, às vezes, e, na maioria delas, deitada. Na horizontal eu tenho as melhores ideias. Principalmente se estou comendo biscoitos”, conta a autora.

Errando na Mosca

Crônicas de Juliana Araripe

Realejo Livros – Coleção Passarinho

Orelha: Domingos de Oliveira

Prefácio: Maria Ribeiro

188 páginas

Formato: 16cm x 23cm

Preço: R$ 45,00

Lançamento:

Dia 24 de outubro, às 19h

Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena)

Sobre a autora:

Juliana Araripe nasceu no Rio de Janeiro, em 1978, é atriz, apresentadora e roteirista. Em 2006, 2007 e 2008 foi protagonista da série "Mothern" no GNT. Trabalhou como roteirista no canal Nickelodeon e foi redatora de criação no jornal “Valor Econômico” e colunista da revista GQ. Foi roteirista da série “A Vida de Rafinha Bastos”, do canal Fox, e do longa “Chance” dirigido por Maurício Eça, com estreia prevista para julho de 2019. Para o teatro, escreveu a peça “Que tal nós dois”, com Carolina Ferraz e Otávio Martins, em cartaz desde março de 2018 no Teatro Folha. É roteirista do programa “Dono de Casa” com Duda Nagle, que estreou em agosto de 2018, e do programa “Territórios Urbanos” que tem estreia prevista para novembro de 2018 na TV Cultura.





Voltar para a estante