Atenção

Fechar

Artigos e Estudos

Trate seu cliente como você gostaria de ser tratado

Por Andréa Rosa, Colunista de Plurale (*)

Ser empreendedor não é fácil, mas isso todo mundo já sabe... Como o objetivo da minha coluna é focar na solução e não no problema, vou tratar de um tema que aqui, no Rio de Janeiro, tira qualquer um do sério, o atendimento ao cliente. Quer ser um empreendedor bem-sucedido? Então, entre um monte de pré-requisitos, dê uma atenção diferenciada ao atendimento do seu cliente. Trate-o como você gostaria de ser tratado e leve esta máxima a sério porque, caso contrário, você correrá o risco de perder muito mais do que o investimento financeiro, perderá credibilidade e isto é algo dificílimo de recuperar.

Estive conversando com a professora, empreendedora, consultora do Sebrae e responsável pelo Espaço Contemporâneo no Leblon, Alba Accioly, que costuma dar muitos cursos excelentes nesta área. Perguntei a ela por que a Cidade Maravilhosa tem esta mancha em currículo e o que podemos fazer para reverter este quadro?

Na opinião da professora, os piores entraves são a falta educação básica e de qualificação técnica. “Precisamos preparar a mão-de-obra, manter a equipe estimulada e fazer com que este profissional entenda que vai levar o conhecimento para a vida dele e que por onde ele passar vai deixar um rastro. Resta saber qual rastro ele quer deixar, pois é muito difícil abrir uma porta que foi fechada.”, diz Alba Acioly.

Quando se é dono do próprio negócio, achamos que tudo é obvio, pois respiramos nosso empreendimento dia e noite, mas isso não é verdade. “Nada é obvio, não existe o óbvio. Este é um erro muito comum que quase todo empreendedor comete. Vamos aprender a cuidar do outro, tirá-lo da mesmice, investir em treinamento, manter a equipe estimulada e apresentar sempre um novo olhar. Diga claramente aos colaboradores o que se espera deles. Os resultados serão surpreendentes. Eu garanto.”, afirma Alba.

Precisamos trabalhar pesado na questão do atendimento. Estamos o tempo inteiro atendendo alguém. O universo da venda é formado, em primeiro lugar, por pessoas, depois atendimento, ambiente, conhecimento e finalmente pela tomada de decisão. Acredito que manter a escuta ativa seja uma dica preciosa para o sucesso do seu relacionamento. Ouça o que o seu cliente está falando. Se o atendimento for presencial olhe seu cliente nos olhos, cumprimente, dê um sorriso, pergunte sinceramente como pode ajudar.

Caso não consiga atender na hora, faça de tudo para encontrar uma solução para que ele não saia do seu estabelecimento pior do que quando entrou. Diga que está buscando resolver e realmente entregue. Dê retorno. Seja direto, não faça rodeios. Se tiver um produto similar diga as vantagens e as desvantagens do mesmo. Todo mundo gosta de transparência. Não tenha medo de dizer também que, depois de esgotar todas as possibilidades, não terá como atender. Dizer não também é parte do processo e esta prática tem que ser adotada com maturidade.

Quem trabalha no atendimento, antes de qualquer característica, precisa gostar de gente, porque no final das contas, é o ser humano que faz a diferença. Lembre-se, atenda o seu cliente como você gostaria de ser atendido, as pessoas preferem sempre a verdade. Este exercício diário já vai resolver boa parte dos seus problemas. Nenhuma tecnologia, tendência de mercado ou concorrência é melhor e mais eficaz do que você ser conhecido como o “empreendedor facilitador”, aquele que está ali para resolver os problemas do cliente, para atendê-lo de fato. Trate seu cliente como você gostaria de ser tratado e o resto vai acontecer naturalmente.

(*) Andréa Rosa é Colunista Colaboradora de Plurale. É jornalista, com especialização em marketing, psicologia positiva e coaching, consultora, empreendedora e presidente da Conectar Comunicação.





Ir para lista de artigos e notícias


Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório

Verificação - digite os caracteres da imagem no campo abaixo *



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!