Atenção

Fechar

Energia & Crédito Carbono

Empresas discutem como podem se adaptar às mudanças climáticas

Evento que será realizado dentro da COP 23 amplia o debate para áreas fora dos Governos

Como as empresas estão se adaptando às mudanças climáticas? Com essa pergunta o evento que será realizado nesta quarta-feira (15/11), durante a 23ª Sessão da Conferência das Partes (COP 23) da Convenção-Quadro da ONU sobre Mudança do Clima, em Bonn, na Alemanha, tem como objetivo apresentar e divulgar métodos, processos empreendidos e lições aprendidas por empresas que estão elaborando e implementando planos de adaptação à mudança do clima. Entre os resultados intermediários alcançados por essas empresas está a identificação de oportunidades decorrentes das alterações climáticas mapeadas com desdobramentos em relação ao acesso a mercados, demanda por produtos e serviços e cadeia de distribuição.

O encontro será no Espaço Brasil e contará com a presença de André Ferretti e Juliana Ribeiro, gerente de Estratégia de Conservação e analista de Projetos Ambientais da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza; Roberto Jaguaribe, presidente da APEX (organizadora do evento); Marina Grossi, presidente do CEBDS; Jorge Soto, diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem; além de representantes da CNI e GVces.

Sobre a Fundação Grupo Boticário

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador de O Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já apoiou 1.528 projetos de 501 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país. Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Oásis. Na internet: www.fundacaogrupoboticario.org.br, www.twitter.com/fund_boticario e www.facebook.com/fundacaogrupoboticario.





Ir para lista de artigos e notícias


Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório

Verificação - digite os caracteres da imagem no campo abaixo *



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!