Atenção

Fechar

Educação

ONG Recode promove semana do empoderamento digital para jovens de todo o Brasil

Instituição comemora 23 anos de atuação e fortalece a importância da conscientização sobre o uso das novas tecnologias com ações nas redes sociais entre 26 e 31 de março

Rio, 26/03/18 - Uma reflexão sobre o potencial da tecnologia para reprogramar vidas e comunidades. Essa é a proposta da Semana do Empoderamento Digital, realizada pela ONG Recode, que acontecerá entre hoje e 31 de março. Por meio do lançamento de uma campanha nas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagram), a organização social mobilizará jovens sobre o uso consciente, ético e cidadão da tecnologia.

Um dos desafios é motivar uma nova geração de empreendedores, que sejam agentes de transformação em busca de soluções para desafios sociais. Para isso, o fundador e presidente da ONG Recode, Rodrigo Baggio, participará de um bate papo transmitido ao vivo na fanpage institucional da Recode, nessa terça-feira, dia 27.

A live conta com dois convidados parceiros da organização. Gilmara Rocha, coordenadora da Associação Cairuçu em Paraty (RJ), oferece cursos para jovens com a metodologia Recode de introdução ao mundo digital e desenvolvimento de projetos de aplicativos. Renan Oliveira, ativista social e idealizador do projeto Fella da Favela, descobriu o potencial da tecnologia para dar visibilidade aos artistas da comunidade do Borel, no Rio.

Ao longo da semana, os internautas serão convidados a interagir nas redes sociais compartilhando suas respostas para a pergunta “Como a tecnologia serviu para criar soluções?” e a instituição postará dicas sobre uso da tecnologia para aprender, trabalhar, criar redes, melhorar sua comunidade, etc.

Segundo o IBGE, 64,7% dos brasileiros acima de 10 anos têm acesso à Internet, mas isso não é necessariamente sinônimo de melhoria na vida das pessoas. “Estamos a bordo de uma revolução tecnológica, que está transformando a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Para enfrentar os desafios dessa nova era, é preciso investir na educação de jovens autônomos, conscientes e conectados, aptos a reprogramar o sistema em que estão inseridos”, destaca Rodrigo Baggio.

A Semana é um marco do aniversário da organização e teve origem em 2001, no Rio de Janeiro, contando com apoio de voluntários como a atriz Fernanda Montenegro. Desde então, o evento passou a fazer parte do calendário oficial de algumas cidades e, a partir de 2006, sua programação foi ampliada para uma semana inteira de mobilizações.

Sobre a ONG Recode

Fundada em março de 1995, a ONG Recode é o antigo Comitê para Democratização da Informática e completa 23 anos de atuação.Com o suporte de um grupo de voluntários, a organização inaugurou a primeira Escola de Informática e Cidadania no Morro Santa Marta, em Botafogo, no Rio de Janeiro. A proposta pedagógica inspirada nos conceitos do educador Paulo Freire e voltada à formação de agentes de transformação chamou a atenção de outros Estados no país. A partir de 1999, deu-se início à expansão global.

Com um papel pioneiro no avanço da inclusão digital no país, hoje a organização social evoluiu seu propósito para a promoção do empoderamento digital, entendido como passo seguinte e necessário ao acesso das novas tecnologias. Atualmente, os cursos da ONG abordam desde a possibilidades da web para estudo e empreendedorismo aos primeiros passos em programação e noções sobre uso ético da realidade aumentada, virtual e inteligência artificial.

A rede de parceiros da instituição está presente em 24 estados no Brasil, além do Distrito Federal e possui 474 centros de empoderamento digital que funcionam em escolas, centros comunitários, bibliotecas públicas e outros espaços de aprendizagem. Ao longo de 2017, o alcance de suas atividades beneficiou diretamente 13.018 pessoas no Brasil e 23.465 no exterior - entre professores, educadores e profissionais de bibliotecas - sendo responsável pela formação de 321 agentes de transformação no país e 798 pessoas nos sete países onde atua. Em 23 anos de história, a organização conquistou mais de 60 prêmios e distinções, atribuídos por organizações como UNESCO e Fórum Econômico Mundial, e impactou cerca de 1,7 milhão de vidas.





Ir para lista de artigos e notícias


Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!