Atenção

Fechar

agenda

Seminários

Levantamento destaca desafios das empresas de saneamento para inovar

Data: 12 de setembro

Seminário na Casa Firjan debaterá formas de financiamento e criação de uma força tarefa para fomentar a inovação em saneamento. Evento será nesta quinta-feira, a partir das 9h

Rio, 11 de setembro de 2019

Em 2020 haverá queda de 21% na provisão de recursos para ações de saneamento básico do governo federal, na comparação com a proposta apresentada em 2018 para o orçamento deste ano. Serão R$ 661 milhões ante R$ 835,5 milhões autorizados anteriormente. Para discutir a falta de recursos para investimentos em saneamento e apontar possíveis fontes de financiamento para que as empresas invistam em inovação no setor, a Firjan e a Finep promovem nesta quinta-feira (12/9) o Workshop de Inovação para o Saneamento.

O evento a partir das 9h, na Casa Firjan, em Botafogo, reunirá empresas pública e privada do setor de saneamento, organismos de financiamento e órgãos de governo. Na oportunidade, será apresentado levantamento promovido pela Firjan e Finep que mostra os desafios prioritários das empresas para investir em inovação e buscar a universalização dos serviços de saneamento no país. De acordo com as duas entidades, fortalecer a inovação é um dos principais caminhos destacados para a captação de recursos. Também será apresentado um levantamento da Firjan sobre as possibilidades de Parcerias Público Privadas (PPPs) em saneamento no estado do Rio.

Os jornalistas interessados em cobrir o evento devem confirmar presença através do e-mail agimenez@firjan.com.br até as 18h desta quarta-feira.

Apesar de ser um país rico em recursos de água, a falta de acesso, o desperdício, a contaminação e a baixa percepção de valor dos serviços de água e saneamento ainda são grandes problemas e desafios do Brasil. Segundo, o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento – o SNIS – até 2015, 35 milhões de brasileiros não tinham acesso a um sistema de abastecimento de água por rede de distribuição e 100 milhões não dispunham de serviço de coleta de esgoto. Além disso, quase 37% de toda a água do Brasil é perdida no processo de distribuição.

A reversão desse quadro demanda aumento dos investimentos e maior eficiência na aplicação dos recursos e na gestão das companhias operadoras. A revisão do Marco Legal que rege o setor, em debate no Congresso Nacional, tende a abrir o mercado para maior competição. Nesse novo contexto, a capacidade de inovação das empresas cumprirá cada vez mais um papel estratégico para conquistar mercados e para maximizar os benefícios.

Programação

9h Abertura. Alexandre dos Reis, superintendente SESI/RJ e diretor regional do SENAI/RJ, e Alberto Pinheiro Dantas, diretor de Inovação FINEP

9h20 às 10h30 MESA I: Panorama do Saneamento e dos investimentos para o setor no Brasil.

- Panorama de oportunidades PPPs - William Pamplona, gerente de Infraestrutura da Firjan;

- Construção de um marco de regulação para o Brasil - Sergio Ayrimoraes, superintendente de Planejamento de Recursos Hídricos ANA;

- Panorama do setor, desafios e atuação do MDR - Luciana Capanema, diretora do Departamento de Financiamento de Projetos do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR);

- Mediação - Percy Soares, diretor ABCON

10h30 às 11h40 Mesa II: Experiências e Soluções de Inovações em Saneamento

- Mauricio Ogawa, gerente geral de Inovação Firjan - Inovação para Operação e Inovação Social e Institutos de Tecnologia e Inovação Firjan SENAI SESI;

- Sinval de Araujo, diretor presidente Zona Oeste Mais Saneamento - Case Inovação Social Qualifica;

- Gustavo Posseti, gerente de Pesquisa e Inovação SANEPAR;

- Cristina Knörich Zuffo, superintendente de Pesquisa e Desenvolvimento SABESP;

- Giancarlo Ronconi, dDiretor de Tecnologia e Novos Negócios BRK;

- Mediação – Édison Carlos, presidente Instituto Trata Brasil

11h40 às 12h50 Mesa III: Recursos para Inovação em Saneamento

- Carlos Magno Nascimento, gerente geral de Negócios Firjan – Radar de Recursos para a Indústria;

- Mauricio Syrio, superintendente de Inovação da FINEP;

- Letícia Barbosa, gerente do Departamento de Saneamento Ambiental do BNDES;

- Marcel Siqueira; gerente do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – PROCEL – Eletrobrás;

Thadeu Abicalil, profissional sênior escritório regional Américas, no New Development Bank (NDB);

14h às 17h Mesa IV - Desenvolvimento de Desafios de Inovação para o Saneamento

- FINEP - Apresentação do resultado da pesquisa dos Temas priorizados pelas empresas de saneamento para a Inovação;

- Casa Firjan - Apresentação da metodologia para priorização e definição dos desafios;

- Grupos de trabalho para desenvolver desafios em saneamento nos temas priorizados (empresas e organizações participantes). Apresentação dos Desafios Desenvolvidos