Atenção

Fechar

agenda

Webinars e lives

Prefeitura comemora 18 anos do Galpão das Artes da Comlurbcom programação virtual

Data: 1 de julho

As ações online acontecem durante toda a semana com destaquepara live reunindo o patrono do local, Helio Pellegrino, artistas e artesãosque contribuem com o Galpão


A Prefeitura do Rio, por meio da Comlurb, comemora comprogramação virtual os 18 anos do Galpão das Artes Urbanas Helio G. Pellegrino(GAU) da Comlurb, na quarta-feira, dia 1º de julho. Pioneiro na áreagovernamental brasileira em termos de espaço agregando cidadãos, artistas,artesãos e o público em geral comprometidos com a preservação da Natureza, oGAU está fechado provisoriamente por conta da pandemia do novo coronavírus, masa data contará com diversas ações online.

A principal é uma live, quarta-feira (1/7),às 17h, reunindo o patrono que dánome ao local, o artista Helio G. Pellegrino, Sergio Cezar, que inaugurou oGAU, representando todos os artistas como ele e artesãos; Monique Futscher, doblog Mimirabolantes, em nome dos amigos solidários com o Galpão; FernandaCubiaco, empresária da Bota pra girar, que atua na aplicação prática dosconceitos de sustentabilidade retratando as organizações e os voluntáriosapoiadores, além de Ana Rebouças, Coordenadora de Comunicação da Comlurb. Aabertura do evento será feita por Ana Cristina Damasceno, coordenadora do GAU.Às 19h, vai ter uma festa comemorativa virtual.

Durante a semana, um vídeo comemorativo com imagens do GAU seráincluído nas redes sociais e mais um post convidando todos que já passaram pelolocal a postarem fotos das visitas marcando o Galpão, que também irácompartilhar essas lembranças nas suas redes. Em paralelo, o GAU vai manter oPasseio Virtual às exposições no local antes da quarentena: “Brasil Reciclado”,de Júnior Cruz, na Sala Contemporânea e “Brazil Jeans”, de Rick Barboza, naGaleria II. Também o Galpão vai até você, programação especial que apresentauma série de oficinas virtuais oferecidas pelos artistas e artesãosvoluntários, amigos do GAU, que são publicadas semanalmente nas redes sociaisda Comlurb. Por mês, são desenvolvidas quatro oficinas ensinando a fazer peçasartesanais com reaproveitamento de materiais descartados.


O GAU chega à maioridade como palco artístico, cultural e socialespecialmente atuante no que se refere ao lixo, seu descarte adequado e reaproveitamento por meio da arte. Localizado numa área restauradadebaixo do Viaduto Lagoa-Barra, na Avenida padre Leonel Franca, s/n, na Gávea,o Galpão já é considerado como um projeto ecológico bem-sucedido no cenáriocarioca, contando com a participação de uma plêiade de artistas voluntáriosque, através dos anos, apresentam suas obras em centenas de exposições, além devisitas monitoradas, palestras e oficinas para crianças e adultos, com destaquepara alunos de escolas públicas e particulares.

Integram a grande área onde funciona o Galpão a Sala Contemporânea, destinada aexposições de arte urbana produzidas com resíduos, sucatas e sobras demateriais desperdiçados pela sociedade e transformadas em peças decorativas ouutilitárias da melhor qualidade; o Espaço ReForma, onde estão expostas peças doacervo do GAU doadas por artistas parceiros, como Luciano Mendonça, do CataXepa Design, Sergio Cezar (“O Gigante do Papelão”), Sebastião Feijó,Cláudia Moreira, Jorge de Salles, Sebastião Feijó, Moema Branquinho, AlfredoBorret, entre outros; a Galeria II, geralmente destinada a exposição de obrasde artistas estreantes; e três ateliês ocupados por artistas e artesãos comprazo determinado.

Faça uma visita virtual e prestigie os eventos de comemoraçãonas redes sociais do GAU no perfil @galpaodasartescomlurb. Link de fotos evídeo: https://flic.kr/s/aHsmP8VxWH Crédito:Divulgação/Comlurb