Atenção

Fechar

estante

Os filmes e eu

Os filmes e eu

Autor: Zelito Viana
Editora: Ed. Record | Grupo Editorial Record
Publicação: 2022
Páginas: 296
Preço sugerido: R$ 69,00

Memórias do cineasta que produziu e dirigiu películas marcantes do cinema nacional, Os filmes e eu chega às livrarias em agosto ricamente ilustrado por imagens preciosas do seu acervo pessoal. A noite de autógrafos está marcada para a Travessa de Ipanema no dia 18

Zelito Viana com a mulher, a produtora Vera de Paula. Foto de Luciana Savaget/ Divulgação.

O manuscrito original de Os filmes e eu se foi, levado por bandidos, no quinto assalto à casa do Cosme Velho, onde José Viana de Oliveira Paula cultivou algumas das mais doces memórias de uma vida inteira dedicada ao cinema. Mais conhecido como Zelito Viana, o cineasta tinha um carinho tão grande pela residência que foram necessárias cinco invasões até que ele decidisse se mudar. O derradeiro episódio é descrito como a cena de um filme de ação e, por conta dele, Zelito precisou reescrever todo o livro. Os filmes e eu revisita momentos emblemáticos do cinema nacional, revelando saborosas histórias de bastidores que nunca haviam sido contadas, a começar pelo corriqueiro fato que acabou se provando determinante em sua mudança da engenharia metalúrgica para o cinema. Pouco depois do Golpe de 1964, ao se deparar com os pneus de seu carro arriados por conta da política linha dura do famigerado coronel Fontenelle para combater o estacionamento irregular no Centro do Rio, enquanto decidia o que fazer, Zelito encontra passando de carro o colega da faculdade Leon Hirszman, a quem pede uma carona. No caminho para Copacabana, Leon o convence a ser produtor de uma empreitada cinematográfica.

Em Os filmes e eu, Zelito Viana ainda conta sobre sua relação com o filho, o ator Marcos Palmeira; com o irmão, o comediante Chico Anysio; e com os amigos, entre eles Glauber Rocha, com quem foi a Cannes, na histórica edição de 1968 do festival. O nome de Zelito está nos créditos ainda da Embrafilme, onde foi assessor de seu primeiro presidente, o diretor e ator Roberto Farias. Estas e muitas outras histórias estão no livro, que chega às livrarias pela Record com fotos emocionantes desta trajetória dedicada ao cinema.

Neste livro de memórias, ao traçar cronologicamente os filmes que produziu, Zelito mescla a sua vida, a história do cinema brasileiro e as mudanças sociais e políticas pelas quais o país passou. Os filmes e eu, de Zelito Viana, produtor e um dos fundadores da Mapa Filmes, não é um livro "apenas" sobre cinema. Ao percorrer sua carreira como produtor, Zelito escreve também sobre a própria vida, a história do cinema brasileiro e as mudanças políticas e sociais pelas quais o país passou.

Estruturado em episódios curtos, escrito com fluidez e com o humor característico do autor, Os filmes e eu traz revelações e reflexões sobre cinema e o fazer cinematográfico de sua geração, que enfrentou diversos obstáculos, como a censura e o exílio de vários amigos na ditadura militar. Narra ainda episódios curiosos, engraçados e até mesmo insólitos, que fazem com que a leitura do livro seja ágil, cheia de movimento e graça.

Ana Maria Machado, que assina a orelha do livro, escreve: “O livro de Zelito ainda nos leva a deslizar pela história recente do país e pelas transformações da sociedade brasileira. A começar pelos parágrafos iniciais, em que, como se seguisse os postulados da epopeia clássica, nos joga de saída “in media res”, no meio da ação. Em seguida, navegando por marcos cronológicos que vão recapitulando nossa história das últimas décadas, ele aos poucos recria os impasses e conquistas de sucessivas gerações em sua luta pela democracia. E traz à consciência do leitor a força de histórias simultâneas que convivem, contemporâneas, neste país em que povos originários têm sido desrespeitados e ameaçados de toda maneira.”

Os filmes e eu funciona quase como um almanaque, fundamental para estudiosos, especialistas e amantes de cinema, sobretudo do cinema brasileiro. É também uma ótima oportunidade para a nova geração conhecer este que é um dos maiores cineastas brasileiros.

SOBRE O AUTOR

Zelito Viana nasceu em Fortaleza, em uma família de artistas. É formado em Engenharia, mas escolheu o cinema em 1964, quando o amigo Leon Hirzman o convidou para trabalhar como produtor. Em 1965, fundou, com um grupo de jovens realizadores, entusiastas do Cinema Novo, a Produções Cinematográficas Mapa Ltda, que depois se chamaria Mapa Filmes do Brasil. A Mapa produziu filmes como Terra em transe, de Glauber Rocha, e Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho, entre muitos outros.





Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.