Atenção

Fechar

estante

O peso das palavras, o choque dos ideais

O peso das palavras, o choque dos ideais

Autor: Eduardo Augusto
Editora: Editora Appris
Publicação: 2024
Páginas: 248
Preço sugerido: R$ 62,00

Por mais nobres que sejam os conceitos de sustentabilidade e seus benefícios

para a sociedade e para as organizações, há um distanciamento muito grande

entre a realidade das palavras e os ideais de um mundo sustentável. A partir

de estudos sobre o tema, o economista Eduardo Augusto da Silva escreveu o

livro "O peso das palavras, o choque dos ideais", lançado pela Editora Appris.

O autor convida o leitor a desvendar o verdadeiro sentido da construção do

conceito de desenvolvimento sustentável e a percorrer diversos caminhos

que se impõem na trajetória para um mundo, não necessariamente melhor,

mas urgente para a permanência da humanidade no planeta.

"Os índices de sustentabilidade, desenvolvidos para auxiliar na difícil tarefa

de construir um mundo melhor, são alternativas de ferramentas de gestão tanto

para o setor privado quanto para o setor público. Mas seriam eles suficientes

para oferecer respostas eficazes ao atendimento às demandas da sociedade

moderna, mas destrutiva em si própria?

Foram esses e outros questionamentos que me inquietaram e me impeliram

a estudar e encontrar caminhos para lidarmos com um futuro em que se

anuncia uma tragédia inevitável para a humanidade. O mais surpreendente de

meus estudos foi ter conseguido provar que nós estamos equivocados ao

utilizar os indicadores e índices como ferramentas norteadoras para atingir boa

imagem e, portanto, reputação positiva", explica o Doutor e Mestre em

Comunicação Organizacional, pela Universidade de São Paulo (USP).

Eduardo Augusto é o criador do Índice de Sustentabilidade Responsável (ISR).

Para ele, a ideia da sustentabilidade transpõe as paredes das organizações e as

obrigam a enfrentar demandas antes relegadas exclusivamente ao Poder Público.

Impõe-se o compartilhamento na solução conjunta entre sociedade, governos,

empresas, organizações da sociedade civil, grupos organizados, como um dos

caminhos para reverter consequências do estilo de produção vigente.

"É preciso ter coragem para assumir que, enquanto houver pobreza no mundo,

não haverá sustentabilidade. Pobreza quer dizer privação de capacidades básicas

e não apenas baixa renda. Para que haja efetivamente desenvolvimento, é necessário

que se eliminem as privações de liberdade", conta o Mestre em Administração pelo

Centro Universitário do Triângulo (Unitri).

De linguagem dinâmica, provocativa e baseada em pesquisa científica séria,

comprometida com uma discussão profunda e responsável, "O peso das palavras,

o choque dos ideais" é uma excelente fonte de estudos para os profissionais

envolvidos com o desenvolvimento sustentável, sejam eles especialistas, consultores,

professores de diversas áreas, como: administração, comunicação, economia, ecologia,

ciências sociais e biológicas e diversas outras áreas importantes focadas na relação

homem-planeta terra. Mas o autor ressalta, "muito se fala em desenvolvimento

sustentável, mas pouco se faz para colocá-lo em prática. O livro não veio com pretensões

de ser uma 'receita de bolo' para atuar neste novo cenário. Mas, apresenta uma nova

proposta de orientação mais efetiva para as empresas que forem corajosas em fazer o que deve ser feito".





Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.