Atenção

Fechar

estante

Todas as mulheres dos presidentes — A história pouco conhecida das primeiras-damas desde o início da República

Todas as mulheres dos presidentes — A história pouco conhecida das primeiras-damas desde o início da República

Autor: Ciça Guedes e Murilo Fiuza de Melo
Editora: Máquina de livros
Publicação: 2019
Preço sugerido: R$ 54,90

Há uma infinidade de biografias, perfis, ensaios e trabalhos acadêmicos sobre os presidentes do Brasil. Em 130 anos de República, porém, pouco se pesquisou sobre as primeiras-damas. “Todas as mulheres dos presidentes” joga luz sobre o assunto, revela a presença decisiva de muitas delas nos rumos do país e apresenta um retrato da República a partir de uma perspectiva inédita.

Os autores são Ciça Guedes e Murilo Fiuza de Melo, jornalistas com passagens por algumas das principais redações do país. Apaixonados pela história do Brasil e por pesquisa, eles consultaram centenas de livros e reportagens desde o fim do século XIX, vasculharam documentos e cruzaram informações, algumas esquecidas pelo tempo, para reconstruir a trajetória das primeiras-damas.

— Este livro conta a história da República brasileira pelo viés feminino. Muitas mulheres que ocuparam o cargo de primeira-dama, com raras exceções, tiveram suas vidas relegadas a um segundo plano — diz Murilo Fiuza de Melo.

Com texto saboroso e informações reveladoras, “Todas as mulheres dos presidentes” reúne perfis das primeiras-damas do país a partir de Mariana, mulher de Deodoro da Fonseca, até Michelle Bolsonaro.

— Chama a atenção o fato de apenas três das 34 primeiras-damas terem curso superior, todas já na Nova República. E das três, só Ruth Cardoso desenvolveu uma carreira independente. Já entre os presidentes, quase todos cursaram universidade ou equivalente na formação militar. Isso diz muito sobre a situação da mulher em nossa sociedade — observa Ciça.

O livro traz ainda um capítulo extra, com personagens que, embora não tenham desempenhado o papel de primeira-dama, se destacaram como tal. É o caso de Risoleta Neves, mulher de Tancredo, que morreu antes da posse, ou de Antonieta, filha de Castelo Branco, primeiro presidente da ditadura militar, que exercia as tarefas de primeiradama, já que o pai ficara viúvo um ano antes. Publicado pela Máquina de Livros, editora voltada para o segmento de não-ficção, com ênfase em livros reportagem, “Todas as mulheres dos presidentes” chega às livrarias simultaneamente com a versão em e-book, já disponível nas plataformas digitais.