Atenção

Fechar

Pelo Brasil

Prêmio Nacional da Biodiversidade reconhece projetos de conservação

Iniciativas apoiadas pela Fundação Grupo Boticário foram selecionadas em duas categorias

De Curitiba

Na última segunda-feira, 22 de maio, aconteceu em Brasília (DF) o II Prêmio Nacional da Biodiversidade. Dois projetos apoiados pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza foram reconhecidos no evento, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente para reconhecer e premiar os projetos de destaque na melhoria da conservação das espécies brasileiras.

Um deles foi o projeto “Dois papagaios ameaçados da Floresta das Araucárias: um esforço de conservação comum”, vencedor na categoria Júri Popular. A iniciativa da Universidade de Passo Fundo (RS), em parceria com a Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA), tem como objetivo conservar as aves por meio da educação ambiental e de incentivos à criação de áreas protegidas.

O prêmio da categoria Júri Popular foi entregue pela especialista em Biodiversidade do Banco Mundial, Adriana Moreira
Crédito: Ministério do Meio Ambiente

De acordo com o coordenador do projeto, Jaime Martinez, que também é membro da Rede de Especialistas em Conservação da Natureza, o reconhecimento é um incentivo aos pesquisadores. “O prêmio é um compromisso para seguir atuando na conservação desse ecossistema”, afirma.

O projeto Aquasis foi entregue pelo representante da IUCN no Brasil, Márcio Dionísio

Já o prêmio na categoria Sociedade Civil foi para a Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos (Aquasis), com o Projeto Periquito Cara-Suja, que também contou com o apoio da Fundação Grupo Boticário. A iniciativa tem como meta reintegrar a espécie à natureza e promover o envolvimento da comunidade com a conservação. Nessa categoria concorreram também o Instituto Arara Azul e Instituto Espaço Silvestre.


Sobre a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza

A Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza é uma organização sem fins lucrativos cuja missão é promover e realizar ações de conservação da natureza. Criada em 1990 por iniciativa do fundador de O Boticário, Miguel Krigsner, a atuação da Fundação Grupo Boticário é nacional e suas ações incluem proteção de áreas naturais, apoio a projetos de outras instituições e disseminação de conhecimento. Desde a sua criação, a Fundação Grupo Boticário já apoiou 1.510 projetos de 496 instituições em todo o Brasil. A instituição mantém duas reservas naturais, a Reserva Natural Salto Morato, na Mata Atlântica; e a Reserva Natural Serra do Tombador, no Cerrado, os dois biomas mais ameaçados do país. Outra iniciativa é um projeto pioneiro de pagamento por serviços ambientais em regiões de manancial, o Oásis. Mais informações: http://www.fundacaogrupoboticario.org.br/







Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!