Atenção

Fechar

Ecoturismo

Websérie retrata Parques Nacionais para estimular visitação

Dividida em quatro episódios, a segunda temporada da websérie do movimento Pé no Parque apresenta Parque Nacional no litoral paranaense para atrair visitantes e contribuir com o desenvolvimento da região

De Curitiba

Com o objetivo de estimular a visitação em Parques Nacionais, fortalecer áreas protegidas e contribuir com o desenvolvimento regional no entorno desses atrativos naturais, o movimento Pé no Parque lança nesta quarta-feira (13) sua segunda websérie. Desta vez, os episódios retratam os encantos, as histórias e as curiosidades do Parque Nacional do Superagui, no Litoral Norte do Paraná.

Os quatro episódios da série serão publicados sempre às quartas-feiras, com todo conteúdo disponibilizado até o começo de abril. O primeiro capítulo – “A joia do litoral paranaense” – apresenta paisagens de baía, rios, manguezais, ilhas intocadas e praia deserta, além de personagens que mantêm viva em Superagui a cultura do povo caiçara, habitantes tradicionais dos litorais do Sul e do Sudeste. Todos os vídeos estarão disponíveis no canal do Youtube do WikiParques, plataforma colaborativa sobre Unidades de Conservação nacionais.

Os demais episódios da websérie resgatam a história de Superagui e as raízes caiçaras com o fandango – dança popular regional – e os sambaquis – depósitos ancestrais de conchas, ossos e artefatos –; apresentam a fauna diversa da região e a espetacular revoada dos papagaios-de-cara-roxa; e mostram o envolvimento da comunidade para promover o turismo na região. Cada episódio tem aproximadamente cinco minutos de duração e reúne belas imagens, informações relevantes e depoimentos emocionantes.

“A beleza é uma poderosa ferramenta de conservação porque ela traduz de forma muito simples, por meio de imagens, o quão importante e especial é um lugar. As belas imagens captadas nos parques guardam paisagens impressionantes e muitas vezes desconhecidas pelas pessoas. Com falas acessíveis de personagens locais, esperamos fazer o público valorizar mais os parques e a proteção da natureza, além de estimular a visitação dessas áreas”, explica a roteirista do projeto Duda Menegassi.

"Promover a natureza e os benefícios que ela nos proporciona é essencial para estimular a visitação nas Unidades de Conservação. Isso aquece a economia e gera desenvolvimento, além de garantir bem-estar e qualidade de vida ao turista e a quem vive nessas regiões", afirma a diretora-executiva da Fundação Grupo Boticário, Malu Nunes.

Superagui

Com cerca de 34 mil hectares em Guaraqueçaba (PR), divisa com São Paulo, o Parque Nacional do Superagui foi criado em 1989 para proteger ecossistemas de Mata Atlântica, costeiros, restingas e manguezais e espécies ameaçadas, como o mico-leão-de-cara-preta, que só é encontrado nessa região do planeta. Entre os principais atrativos do parque estão a revoada dos papagaios na Ilha do Pinheiro, os 38 quilômetros de praia selvagem da Praia Deserta e a cultura caiçara – da gastronomia ao fandango. Não há cobrança de ingresso e o acesso ao parque é feito a barco, a partir de Paranaguá (PR) ou Guaraqueçaba, com destino à Vila de Superagui.

“Um parque tem como um dos seus objetivos a visitação. Não apenas como lazer, mas como uma vivência que agregue a natureza, a cultura, a história. O Superagui tem um potencial enorme para o turismo. Porém, o turismo aqui tem esse caráter de autogestão de base comunitária e precisamos respeitar o tempo e interesse das comunidades em desenvolver isso”, afirma o gestor substituto do parque, Luiz Condrati, um dos personagens da série.

O Parque Nacional do Superagui também faz parte do movimento Grande Reserva Mata Atlântica, que busca resgatar e fortalecer os principais atrativos turísticos, culturais, de lazer, gastronômicos e naturais no maior remanescente contínuo de Mata Atlântica do Brasil e, com isso, contribuir com o desenvolvimento de cidades e comunidades situadas em cerca de 4 milhões de hectares do bioma. Superagui encontra-se nessa área.

O movimento

O Pé no Parque é uma iniciativa conjunta da Associação O Eco, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e WikiParques, que busca aproximar os brasileiros dos parques nacionais a partir do poder transformador do audiovisual. A primeira ação do movimento é a produção de uma websérie sobre Unidades de Conservação que está percorrendo o Brasil. A primeira temporada, lançada em agosto de 2018, durante o IX Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação, trouxe ao público o Parque Nacional de São Joaquim, em Santa Catarina. Ainda em 2019, outros três parques de biomas e regiões diferentes serão apresentados em novas webséries e ações de mobilização com as comunidades e nas redes sociais. O próximo deve ser o Parque Nacional Serra da Capivara, no Piauí.

Serviço

Lançamento da websérie Pé no Parque – Parque Nacional do Superagui

Episódio 1: “A joia do litoral paranaense”, disponível em 13/03

Episódio 2: “Raízes caiçaras”, disponível em 20/03

Episódio 3: “A revoada dos papagaios”, disponível em 27/03

Episódio 4: “Turismo e comunidade”, disponível em 03/04

Acesso aos vídeos no canal do Youtube do WikiParques.

Sobre a Fundação Grupo Boticário

A Fundação Grupo Boticário é fruto da inspiração de Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário. A instituição foi criada em 1990, dois anos antes da Rio-92 ou Cúpula da Terra, evento que foi um marco para a conservação ambiental mundial. A Fundação Grupo Boticário apoia ações de conservação da natureza em todo o Brasil, totalizando mais de 1.500 iniciativas apoiadas financeiramente. Protege 11 mil hectares de Mata Atlântica e Cerrado, por meio da criação e manutenção de duas reservas naturais. Atua para que a conservação da biodiversidade seja priorizada nos negócios e nas políticas públicas, além de contribuir para que a natureza sirva de inspiração ou seja parte da solução para diversos problemas da sociedade. Também promove ações de mobilização, sensibilização e comunicação inovadoras, que aproximam a natureza do cotidiano das pessoas.





Ir para lista de artigos e notícias


Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!