Atenção

Fechar

Pelas Empresas

Empresa adota copos ecológicos e deixa de descartar quase 5 toneladas de plástico

De São Paulo

O programa de sustentabilidade da Flex Relacionamentos Inteligentes, uma das líderes no uso de tecnologia na gestão de relacionamento e interação empresa-cliente no país, completou dois anos neste mês de janeiro com uma economia de mais de 43 mil metros cúbicos de água, o equivalente a quatro dias de consumo da cidade de São Caetano do Sul - SP.

Além dos benefícios ao meio ambiente, as medidas resultaram na redução do custo da conta de água na ordem de R$ 1,4 milhão no período. O objetivo da empresa, entretanto, não é financeiro, mas sim chamar atenção de toda a equipe para a necessidade da conscientização ambiental. "O principal ganho é o engajamento do pessoal, o que vai muito além da cultura da empresa, já que eles se tornam multiplicadores da importância das medidas sustentáveis e passam a disseminar essa consciência também fora da Flex", explica o diretor de Administrativo, Marcelo Oliveira.

O resultado surpreendeu, pois, no mesmo período, a empresa adotou outra medida sustentável: a distribuição de copos ecológicos reutilizáveis para 13 mil profissionais das Unidades de Santa Catarina e São Paulo. Apesar de a ação evitar o descarte de 2,8 milhões de copos na natureza (4,6 toneladas) ao ano, havia a preocupação de que levasse ao aumento do consumo de água para a lavagem dos copos. "Os brasileiros, em média, gastam quatro copos de água para lavar o copo de água que beberam", diz Wagner Carvalho, presidente da W-Energy, empresa especializada em gestão sustentável que administra o programa de economia de água da Flex.

A W-Energy conscientizou e treinou funcionários da Flex com técnicas de inteligência emocional, instalou toda a comunicação visual e equipamentos economizadores em todas as torneiras e descargas. Além disso, foi utilizado um aparelho chamado "geofone" que ajuda a "escutar" os vazamentos enterrados e um sistema de monitoramento por telemetria e internet para fazer intervenções sempre que os hidrômetros registram crescimento do consumo de água nas unidades de negócios da empresa. Neste ano, a Flex inicia também um programa de redução do consumo de energia elétrica coordenado pela W-Energy.

Minimizar impactos - A ideia surgiu devido ao grande número de copos descartados nas unidades, particularmente por conta do consumo diário de cafezinho. "Tentamos várias soluções para minimizar esses impactos. Há algum tempo, conhecemos os eco copos e entendemos que seria a oportunidade de trocar os copos descartáveis por um com uma vida útil mais longa, além de atender questões de higiene, segurança e sustentabilidade", explica a diretora de RH da Flex, Angela Casali.

O investimento total no projeto foi de aproximadamente R$ 25 mil e resultou em uma economia mensal de R$ 6.000,00 para a Flex, mais de R$ 70 mil ao ano. A média de consumo mensal de copos caiu de quase 250 mil copos para 18 mil. A ação também influenciou na quantidade de sacos de lixo que era utilizada ao mês nas Unidades de Florianópolis (três delas localizadas no centro da cidade e uma na região metropolitana). Na capital catarinense, foi constatada uma economia de 1.500 sacos de lixos (100L) por mês.

Segundo a executiva, os maiores ganhos não foram financeiros. A substituição dos copos plásticos descartáveis pelos ecológicos, além de despertar maior engajamento entre as equipes, fomentou na Flex a importância de desenvolver ações e políticas voltadas à preservação ambiental. "Além disso, resultou em um engajamento do pessoal, o que vai muito além da cultura da empresa, já que eles se tornaram multiplicadores da ideia e passaram a disseminar essa consciência também fora da Flex", diz Angela.

O intuito da entrega, que é acompanhada por uma preleção realizada por diretores, supervisores e gerentes, é chamar atenção de toda a equipe para a necessidade da conscientização ambiental. Os copos distribuídos também servem para promover entre os colaboradores os valores da empresa. Os eco copos são colecionáveis e trazem, a cada ano, uma temática diferente. Neste ano, estampa o valor "Profissionalismo". Em 2017, a temática escolhida foi "Respeito".

Após a entrega dos eco copos para colaboradores, todos os copos plásticos descartáveis disponibilizados até então foram recolhidos. O uso do produto foi limitado a visitantes, clientes e alunos dos polos educacionais Flex. "No primeiro ano de implementação do projeto, a oferta dos eco copos a todos nossos públicos implicaria em custos muito elevados, assim como o uso de copos de vidro elevaria muito o consumo de água e produtos para higienização dos copos", explica Angela.

Estudo feito por cientistas da organização oceanográfica Sea Education Association (SEA), juntamente com universidades norte-americanas, publicado em 2017 pela revista Science Advances apontou que, entre 1950 e 2015, o ser humano produziu 8,3 bilhões de toneladas de plástico. Os pesquisadores estimam que se continuar neste ritmo, até 2050, os números podem chegar a 12 bilhões. Outro problema ocasionado pelo plástico, que demora centenas de anos para se decompor totalmente, é que parte dele vai parar nos mares e oceanos. A International Union for Conservation of Nature (IUCN) estima que esta quantidade corresponde a 2% da produção total do material.





Ir para lista de artigos e notícias


Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!