Atenção

Fechar

Estudo de Casos

ESTUDO DE CASO - Arcos Dorados usa sua escala para impactar positivamente a sociedade

Funcionários em Feira da Sustentabilidade, em Barueri, promovida pela Arcos Dorados/ Foto de Divulgação

Da Arcos Dorados/ McDonald`s Brasil / Fotos de Divulgação

A Arcos Dorados, maior franquia independente da marca McDonald’s no mundo, é a empresa líder da região e, com isso, assumiu a responsabilidade de zelar pelo bem-estar das pessoas, impulsionar as economias mediante uma cadeia de fornecimento sustentável e realizar todos os esforços para minimizar os impactos ambientais gerados em suas operações. Há quase dois anos, a companhia ‘oficializou’ esse pilar e deu a ele o nome de Scale for Good, ou Escala para o Bem, que significa usar o tamanho e escala em prol das pessoas e do planeta.

Recentemente, a empresa divulgou o Relatório de Impacto Social e Desenvolvimento Sustentável, intitulado ‘Preparando a Receita do Futuro’. Esse documento mostra, entre tantos outros pontos, todos os resultados obtidos nesta frente no último ano e sua relação com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, onde atualmente já impacta positivamente a 9 ODS e seguirá trabalhando para impactar outros mais.

Leonardo Lima, Diretor Corporativo de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, no PDS Talks, modalidade de Educação Executiva do Programa de Desenvolvimento Sustentável

Baseado nisso, desde 2015, os restaurantes da rede inaugurados no Brasil são equipados com luzes de tecnologia LED. Com isso, a economia de energia elétrica na iluminação dos restaurantes chega a 40%, reduzindo as emissões de GEE. A empresa também adota o uso de painéis solares que aquecem a água para limpeza de equipamentos, assim como películas transparentes nos vidros que ajudam a reter o calor, reduzindo o uso do ar condicionado. Ainda, em grande parte da rede há a captação e armazenamento da água da chuva e dos equipamentos de ar condicionado para reutilização nas partes internas e externas dos restaurantes, como na lavagem de pisos e rega de jardins. A redução do consumo de água com esse sistema chega a 20% do total!

A operação brasileira da rede alcançou outra marca importante: 100% das embalagens são provenientes de fontes renováveis ou certificadas e foi a pioneira no segmento de serviço rápido ao comprar carne proveniente de regiões de pecuária sustentável (mais produtiva e desenvolvida em espaços menores, desestimulando a necessidade de desmatamento). A empresa também adota a política de não comprar de áreas com desmatamento e participa ativamente do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS), que busca soluções para a Pecuária Sustentável em todo o país. E é assim em todo o mundo, onde a marca McDonald’s está presente nos grupos de trabalho relacionados à este tema. Em 2016, o mercado brasileiro anunciou que iniciaria a compra de carne sustentável no país. Este ano, o volume de compra já é quatro vezes maior e até 2020 deve aumentar mais 30%.

Além disso, o McDonald’s Brasil e a Enactus Brasil desenvolveram juntos o “ComMc Mudamos o Mundo”. Na prática, a ideia uniu equipes de estudantes universitários de faculdades de norte a sul do país, juntamente com funcionários da rede McDonald’s, para juntos, desenvolverem projetos sociais sustentáveis em suas comunidades em situação de vulnerabilidade social, buscando empoderar e melhorar as condições de vida dessas pessoas. Em 2019, os temas foram: redução da perda de alimentos, economia circular e educação para o desenvolvimento sustentável. A união entre o conhecimento dos estudantes universitários e a experiência dos funcionários resulta em soluções que beneficiarão a sociedade como um todo.

Há um ano, a Arcos Dorados deixou de entregar canudos plásticos para os clientes – só o fazia mediante pedido do consumidor. Junto a isso, iniciou uma campanha nos restaurantes para desestimular o uso desse item. A iniciativa, que começou no Brasil e foi rapidamente estendida para outros países da América Latina, segue a diretriz global da marca e que já evitou o consumo de cerca de 200 toneladas de plástico de um só uso — o que equivale aproximadamente ao peso de 100 carros.

Acreditando que a implementação de uma Economia Circular resolverá o problema de resíduos de uma forma mais consistente, a empresa iniciou um projeto piloto na região de Barueri (SP). Os resíduos de quatro restaurantes da rede são enviados a uma Cooperativa que procede a separação da fração plástica e essa é enviada a um reciclador para formação do plástico reciclado. Esse plástico é usado na produção das bandejas plásticas que são usadas para servir os produtos aos clientes nos restaurantes da rede.

Feira da Sustentabilidade, em Barueri, promovida pela Arcos Dorados/ Foto de Divulgação

“São ações que mostram uma companhia ética e inovadora. E há ainda mais uma dezena de iniciativas e projetos que fazem da Arcos Dorados uma das empresas mais sustentáveis do setor de alimentação fora de casa”, afirma Leonardo Lima, Diretor Corporativo de Desenvolvimento Sustentável da Arcos Dorados, maior franquia independente de McDonald’s no mundo, com atuação em 20 países da América Latina e Caribe.

E recentemente, a companhia fez mais um anúncio importante: no Brasil, o abastecimento de ovos será proveniente de fornecedores que criam galinhas livres. A ação reforça o compromisso global da marca com o bem-estar animal e acelera a meta estabelecida pela empresa de comprar exclusivamente esse tipo de produção a partir de 2025. A companhia alinha-se aos objetivos globais do sistema McDonald's para minimizar o impacto ambiental de seus restaurantes e construir uma cadeia de suprimentos mais sustentável até 2030.







Veja também

1 comentário | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Luiz Gaulia |
Belo case! Um exemplo!