Atenção

Fechar

Artigos e Estudos

ESPECIAL PLURALE - CORONAVÍRUS -

Por Giuliana Preziosi, Colunista de Plurale (*)

Sempre tive muito medo de pandemias porque achava que isso mais afastava do que unia as pessoas. A ficção cinematográfica é ótima em mostrar situações de guerra, fim do mundo e rivalidade na luta pela sobrevivência. No entanto, o que vejo com o coronavírus é justamente o oposto. Se faz cada vez mais necessário a ação coletiva, a união de uma sociedade colaborativa contra um adversário ainda muito desconhecido. O desafio é que esta união não pode ser física e emocionalmente pode ser muito delicada. Depende fundamentalmente de cada um entender e fazer a sua parte não somente para si próprio, mas pelo outro. Será que estamos preparados para isso?

Mais do que nunca é momento de refletir o quanto tudo está conectado, o olhar sistêmico é fundamental para entender a situação. Se muita gente tinha dúvidas em acreditar que é possível cada um fazer sua parte em prol de uma mudança maior, isso se torna requisito para sobrevivência.

Minhas atitudes causam impacto no outro. Isso não é novidade, sempre foi assim. Como eu uso a água, energia, administro o lixo na minha casa, o quanto eu uso meu carro, como e o que eu consumo, minhas escolhas influenciam a vida de outras pessoas, principalmente quando estamos lidando com a utilização de recursos limitados em nosso Planeta ou quando nos damos conta que nossas ações causam um aquecimento global. Muita gente tem dificuldade em entender isso, agora o desafio extrapola os recursos e influencia a saúde da população ou melhor, a vida. O que era antes considerado incertezas de um futuro de longo prazo, agora vira imediato para milhares de pessoas em situação de risco. Não estamos mais falando do que vai acontecer nos próximos 5, 10 ou 20 anos, se não mudarmos nossas atitudes estamos falando do dia de amanhã, ou das próximas horas. Estamos vivendo na prática a necessidade de um engajamento coletivo para enfrentar um problema que foge do controle de qualquer autoridade no mundo.

E como alcançar esse engajamento coletivo? Vale explorar um pouco o que é engajamento. Não existe uma definição clara para isso, diversos autores divergem nesta conceituação. O que é comum em todas as das abordagens é o olhar para o outro. Se eu quero engajar alguém preciso de empatia, de escuta, de coletividade, de colaboração. Todos estes são requisitos fundamentais para a crise que estamos vivendo hoje no mundo.

O engajamento coletivo sempre foi um desafio para qualquer tema principalmente no universo da sustentabilidade. Há anos que vozes não são ouvidas. As pessoas não se engajam com aquilo que acreditam não estarem envolvidas. Preciso me sentir parte de algo para de fato me comprometer e mudar minhas atitudes. Além disso, para me engajar é preciso fazer sentido para mim, ter um significado e ser relevante.

A literatura acadêmica traz abordagens interessantes para falar de engajamento. Souza e Oliveira em um artigo para Revista Latinoamericana de Metodología de la Investigación Social em 2019, colocam que o “engajamento supera o sistema filosófico e configura-se de forma mais geral como parte essencial de uma atitude humana”. Ou seja, estar engajado reflete diretamente nas minhas atitudes. No engajamento as pessoas se beneficiam e se expressam física, cognitiva, emocional e mentalmente durante o desenvolvimento de seus papéis. Benefício este que começa em si mesmo mas é influenciado pelas atitudes em função do outro.

Todos esses fatores parecem agora estar batendo à nossa porta. Com a expansão da pandemia qualquer um pode ser afetado e mesmo que não faça parte do grupo de risco pode ameaçar a vida de familiares, amigos ou pessoas próximas. Mais do que nunca todas as nossas atitudes importam.

Tem muita gente fazendo a diferença, os exemplos explodem diariamente. Empresas favorecendo a produção de álcool em gel para doar para hospitais; aplicativos de entregas ajudando financeiramente seus motoristas e entregadores; liberação de ferramentas para ajudar no home office; e canais de TV por assinatura liberando sua programação anteriormente paga.

Vamos praticar colaboração e trabalho em equipe. Precisamos de coletividade. Quem disse que não dá para fazer isso no isolamento? O momento é de criatividade, de controle emocional e principalmente de solidariedade. Nos últimos dias tem crescido a oferta de cursos online dos mais diferentes tipos, aula de yoga, de violão, culinária, contação de histórias para crianças, shows via Instagram, tudo à distância.

A solidariedade também vem da gentileza e de ações de voluntariado online. Já imaginou como muitas organizações da sociedade civil podem estar sofrendo com essa crise? Com certeza há muitas formas de colaborar seja por doações financeiras ou apoio a distância por meio do voluntariado.

É hora de usar a tecnologia para praticar esse engajamento coletivo. Conversar com amigos e parentes que estão sozinhos, propor atividades criativas com as crianças, ajudar alguém a distância, oferecer algo que saiba fazer bem para quem precisa, seja por meio de aula, curso ou um serviço gratuito. Vamos priorizar os pequenos negócios para demandas do dia a dia por delivery, remarcar viagens ao invés de cancelá-las, não espalhar fake news, entre outras coisas.

Afinal temos mais do nosso recurso mais valioso: tempo. E o que vamos fazer com ele pode ser construtivo ou destrutivo. Responsabilidade social é dever de todos.

#fiqueemcasa #stayathome

Seguem algumas dicas do mundo online para que todos nós possamos enfrentar esse período de isolamento social.

Cursos gratuitos

  • 55 cursos online gratuitos da FGV para fazer durante a quarentena

https://estagioonline.com/cursos/coronavirus-55-cursos-online-gratuitos-da-fgv-para-fazer-durante-a-quarentena

  • A Perestroika disponibilizou gratuitamente o curso on-line CLIP sobre colaboração, pensamento em rede e interdependência.

https://www.perestroika.com.br/online/vailaefica/

  • Instituto Êxito oferece 300 cursos online gratuitos

https://institutoexito.com.br/

  • A Escola Virtual da Fundação Bradesco oferece mais de 90 cursos online gratuitos em diferentes áreas do conhecimento

https://www.ev.org.br/

  • Plataformas de cursos gratuitos de universidades renomadas mundialmente

https://www.edx.org/

https://www.coursera.org/

  • IPED - Instituto Politécnico de Ensino a Distância oferece dezenas de cursos gratuitos nas mais diferentes áreas

https://www.iped.com.br/cursos-gratis

  • Harvard: Mais de 100 cursos online gratuito em 14 áreas com certificado

https://online-learning.harvard.edu/

https://www.edx.org/school/harvardx

  • A Amazon disponibiliza livros de graça na versão Kindle. Qualquer pessoa pode baixar para ler no dispositivo que quiser.

https://www.amazon.com.br/b?ie=UTF8&node=6311441011

Para crianças

  • Quarentena com crianças: 9 atividades para fazer em casa

https://delas.ig.com.br/filhos/2020-03-18/quarentena-com-criancas-9-atividades-para-fazer-em-casa.html

  • Como distrair as crianças em casa em tempo de coronavírus

https://www.em.com.br/app/noticia/bem-viver/2020/03/17/interna_bem_viver,1129752/como-distrair-as-criancas-em-casa-em-tempo-de-coronavirus.shtml

  • O que fazer com as crianças no período de quarentena?

https://ndmais.com.br/galeria-de-foto/coronavirus-o-que-fazer-com-as-criancas-no-periodo-de-quarentena/

  • Forbes: 81 ideias para manter seus filhos ocupados durante a quarentena do coronavírus

https://forbes.com.br/colunas/2020/03/81-ideias-para-manter-seus-filhos-ocupados-durante-a-quarentena-do-coronavirus/

  • 15 filmes para assistir com as crianças durante a quarentena

https://www.msn.com/pt-br/cinema/noticias/15-filmes-para-assistir-com-as-crian%C3%A7as-durante-a-quarentena/ss-BB11jZka?li=AAggXC1

Home office

  • 4 dicas para manter a produtividade no home office

https://www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/advertising-channels/busca/4-dicas-para-manter-produtividade-no-home-office/

  • Adoro Home Office

https://adorohomeoffice.com.br/

  • Como fazer um brainstorming online

https://mural.co/

  • Dicas de quem faz home office há mais de 20 anos

https://www.linkedin.com/pulse/home-office-em-tempos-de-coronavirus-covid-19-thomas-hanser/?trackingId=LPbp7nSTRuGp5Dt98%2B1pLQ%3D%3D

  • Revista Exame: Vai fazer home office por causa do coronavírus?

https://exame.abril.com.br/carreira/precisa-fazer-home-office-por-causa-do-coronavirus-confira-as-dicas/

  • Mulheres empreendedoras: Como montar um Home Office prático e funcional

https://www.mulheresempreendedoras.net.br/como-montar-um-home-office/

  • Top 5: melhores serviços para realizar conferências e treinamentos online

https://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2012/07/top-5-melhores-servicos-para-realizar-conferencias-e-treinamentos-online.html

Atividades físicas

  • Atividades físicas numa rotina sem agitação pode ser uma maneira de cuidar da saúde e ocupar a mente durante o período de isolamento social.

https://emais.estadao.com.br/noticias/bem-estar,confira-dicas-de-exercicios-para-fazer-em-casa-durante-a-quarentena-por-coronavirus,70003236698

  • 10 exercícios físicos para fazer dentro de casa durante a quarentena

https://oimparcial.com.br/beleza/2020/03/10-exercicios-fisicos-para-fazer-dentro-de-casa-durante-a-quarentena/

  • Revista Casa e Jardim: 6 dicas para fazer exercícios físicos em casa

https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Bem-Estar/noticia/2020/03/coronavirus-6-dicas-para-fazer-exercicios-fisicos-em-casa.html

  • Planet Fitness no seu canal no Youtube oferece aulas gratuitas de 20 minutos ou menos por dia

https://www.youtube.com/planetfitness

  • O personal trainer Rafa Moreira ensina treino eficiente para fazer sem sair de casa e fala dos benefícios disso para a saúde e para a boa forma.

https://www.agazeta.com.br/revista-ag/vida/esta-em-quarentena-personal-ensina-treino-para-fazer-em-casa-0320

Saúde mental

  • Cuidar da saúde mental é importante em casos de quarentena

https://jc.ne10.uol.com.br/brasil/2020/03/5602594-coronavirus--cuidar-da-saude-mental-e-importante-em-casos-de-quarentena.html

  • Organização Mundial da Saúde (OMS) publica documento que ensina a preservar o bem-estar diante do pânico gerado pelo aumento de casos do novo coronavírus

https://saude.abril.com.br/mente-saudavel/coronavirus-saude-mental-pandemia/

  • Revista Pais e Filhos: Como preservar a saúde mental e não se desesperar com a pandemia

https://paisefilhos.uol.com.br/familia/coronavirus-como-preservar-a-saude-mental-e-nao-se-desesperar-com-a-pandemia/







Veja também

1 comentário | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Fernando Thompson |
Giuliana, muito obrigado pelas dicas!