Atenção

Fechar

Artigos e Estudos

Benefícios da Dieta Mediterrânea

Por Priscila Ribeiro, Colunista de Plurale

Nutricionista

A Dieta Mediterrânea teve a sua origem nos países banhados pelo Mar Mediterrâneo ou que por ele são influenciados. Este padrão alimentar começou a ser descrito nos anos 50 e 60 do Século XX, em Creta, na Grécia, e no sul da Itália.

A Dieta Mediterrânea é um estilo de vida marcado pela diversidade e conjugado com as seguintes características:

• elevado consumo de alimentos de origem vegetal (cereais integrais, legumes e vegetais folhosos, frutas, leguminosas e oleaginosas);

• consumo de produtos frescos, pouco processados e locais, respeitando a sua sazonalidade;

• utilização do azeite como principal gordura para cozinhar ou temperar alimentos;

• consumo baixo a moderado de laticínios;

• consumo frequente de pescados e baixo e pouco frequente de carnes vermelhas;

• consumo de água como bebida principal e consumo baixo a moderado de vinho;

• priorizar preparações culinárias simples e com os ingredientes nas proporções certas;

• prática de atividade física diária;

• fazer as refeições em família ou entre amigos, promovendo a convivência entre as pessoas à mesa.

Diversos estudos científicos sugerem que este tipo de dieta se associa a uma maior longevidade e diminuição de risco de desenvolvimento de diversas doenças, sendo considerada uma das dietas mais saudáveis do mundo.

O reconhecimento da Dieta Mediterrânea em Portugal, Espanha, Marrocos, Itália, Grécia, Chipre e Croácia, pela UNESCO como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, desde 4 de dezembro de 2013 reforça, juntamente com a evidência científica já existente, que se trata de um modelo cultural, histórico e de saúde.

A pirâmide da Dieta Mediterrânea funciona como um bom guia para a promoção de estilos de vida saudáveis, onde se privilegia o consumo de alimentos de diversos grupos, dando especial importância às proporções e frequência de ingestão. Porém, deve ser adaptada às necessidades específicas das crianças, gestantes e outras condições de saúde.

A pirâmide da Dieta Mediterrânea assenta nos princípios de um estilo de vida saudável, em que se privilegia a atividade física diária, a convivência, a utilização de alimentos tradicionais e de época, confeccionados através de preparações culinárias simples, baseando-se assim na sustentabilidade. As orientações alimentares presentes nesta pirâmide dividem-se segundo a frequência diária, semanal ou ocasional. Na base da pirâmide aparecem os alimentos de origem vegetal, que fornecem grande número de nutrientes que ajudam a regular e proteger o organismo, proporcionando um bem-estar geral. Nos patamares superiores concentram-se os alimentos que devem ser consumidos em menor quantidade e frequência, existindo mesmo os alimentos que devem apenas aparecer na alimentação de forma ocasional ou em festividades, como os doces.

Como pode ser observado, este tipo de dieta pode ser facilmente adaptado à cultura brasileira, pois disponhamos de todos os alimentos necessários e hábitos fáceis de serem seguidos.

As técnicas culinárias utilizadas na Dieta Mediterrânea são simples, utilizando os alimentos nas quantidades necessárias, para quem os irá consumir, e respeitando a sazonalidade dos alimentos. Na base estão as sopas, os ensopados, as caldeiradas e os cozidos, onde são adicionados produtos hortícolas e leguminosas, com pouca quantidade de carne ou peixe, temperados com azeite e com ervas aromáticas. Veja uma receita típica desta culinária a seguir:

Creme de Couve-Flor com Abóbora e Cenoura

Ingredientes:

  • 300g couve-flor
  • 200g abóbora limpa em cubos
  • 1 cenoura
  • 1 cebola
  • 2 batatas médias
  • 1L de água
  • sal a gosto
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • coentros picados a gosto

Modo de preparo:

Após higienização, separe a couve-flor em raminhos e os outros legumes descascados e cortados em pedaços. Coloque-os numa panela com água fervente e tempere com sal. Deixe cozinhar por 30 minutos ou até os legumes estarem macios. Junte o Azeite e bata tudo num processador ou liquidificador até ficar bem cremoso. Finalize com os coentros picados ou outro tempero da sua preferência.







Veja também

2 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Jairo José |
Eu vou fazer esse creme Beleza.

Sonia Ribeiro |
Que legal! Essa dieta é um convite delicioso à mudança do estilo de vida e alimentação. E esse creme de couve-flor com abóbora, deve ser maravilhoso. Já vou fazer amanhã! Parabéns, Priscila e obrigada pela receita!