Atenção

Fechar

Energia & Crédito Carbono

Vivo está presente na carteira do ICO2 B3

Índice lista as empresas da bolsa com melhor eficiência de gestão das emissões de gases do efeito estufa

São Paulo, 08 de janeiro de 2021 - A Vivo inicia o ano marcando presença na carteira do Índice Carbono Eficiente da B3 (ICO2 B3), anunciado esta semana. O ICO2, criado em 2010 pela B3 em parceria com o BNDES, é o primeiro e o principal índice brasileiro que lista as empresas da bolsa com melhor eficiência de gestão das emissões de gases do efeito estufa, seguindo a tendência mundial de atrelar o crescimento econômico das empresas a um desenvolvimento sustentável, com menos impactos negativos para o planeta. O índice reúne 62 ações de 58 companhias pertencentes a 22 setores. A carteira é vigente de janeiro a abril de 2021.

"Essa conquista foi possível devido a um conjunto de ações sustentáveis que conduzimos de forma contínua ao longo de 2020, gerando impacto positivo na sociedade e no meio ambiente, o que refletiu em valor para o mercado", afirma o VP de Relações Institucionais e Sustentabilidade da Vivo, Renato Gasparetto.



Em 2020, a Vivo esteve presente nos principais índices de sustentabilidade do Brasil e da América Latina. Integrou, pela 9ª vez consecutiva, a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE B3). O indicador aponta as companhias que se destacam por sua atuação sustentável e busca auxiliar investidores na tomada de decisão. A empresa ainda esteve presente no novo S&P/B3, parceria entre a B3 e a S&P, principal provedor de índices, dados e pesquisas do mercado de ações do mundo e gestora do Dow Jones Sustainability Index (DJSI), do qual a Vivo também faz parte, sendo a empresa do setor com a melhor posição no ranking, na América Latina. Também foi uma das 10 Empresas Líderes de Sustentabilidade, segundo a ALAS 20, uma iniciativa conduzida pela GovernArt e Vigeo Eiris que avalia a excelência na divulgação pública de informações de sustentabilidade e governança em países latino-americanos.







Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!