Atenção

Fechar

Social

Iniciativas lideradas por mulheres serão reconhecidas em premiação do Instituto Neoenergia e Celpe, distribuidora pernambucana da companhia

· Prêmio Inspirar é uma iniciativa inovadora que valoriza as transformações em arte e cultura;

· Sua primeira edição vai reconhecer e impulsionar o trabalho realizado por lideranças femininas de comunidades vulneráveis da cidade do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense (RJ) e dos municípios do estado de Pernambuco;

· Todas as finalistas receberão o Selo Prêmio Inspirar 2021

O Instituto Neoenergia lançou a primeira edição do Prêmio Inspirar. Com o objetivo de valorizar iniciativas de arte e cultura que promovam transformações sociais e acelerem o progresso rumo ao desenvolvimento sustentável, a primeira edição da premiação reconhecerá projetos com lideranças femininas da cidade do Rio de Janeiro, da Baixada Fluminense (RJ), e do estado de Pernambuco. A nova frente do Instituto Neoenergia conta com apoio da Celpe, distribuidora pernambucana da Neoenergia, e a parceria técnica da Baluarte Cultura.

"A criação do prêmio neste momento desafiador que vive o Brasil tem, desde a escolha do seu nome, o desejo de inspirar mais pessoas a pensarem em soluções que contribuam ao desenvolvimento sustentável. Muitas mulheres têm realizado ações fantásticas em suas comunidades, superando os imensos desafios da desigualdade social, agravados com a pandemia. Queremos reconhecer e valorizar iniciativas lideradas por elas que, muitas vezes anonimamente, promovem grandes transformações sociais em suas regiões", explica Renata Chagas, diretora-presidente do Instituto Neoenergia.

A criação do Inspirar responde também ao chamado da ONU para a Década da Ação - que conclama empresas, governos e sociedade civil para que se mobilizem ao alcance das metas dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) até 2030. Em sua primeira edição, o prêmio definiu o fortalecimento do ODS 5 (Igualdade de Gênero) e vai contemplar iniciativas lideradas por mulheres, cis ou trans, e de grupos sub-representados, como o de povos originários, quilombolas, negros, minorias étnicas, PcD e LGBTQIA+.

"Para nós, é uma iniciativa muito importante, principalmente pelo que ela representa ao cenário cultural, que foi muito impactado com os problemas oriundos da pandemia. Queremos reconhecer e homenagear essas mulheres que, mesmo diante de todas as dificuldades, mantiveram seus projetos, motivando e transformando suas comunidades por meio da arte e da cultura", diz Paula Brandão, diretora da Baluarte Cultura.

As lideranças femininas poderão se inscrever no prêmio, no site do Instituto Neoenergia www.institutoneoenergia.org.br, até 18h do próximo dia 21 de junho. As etapas de seleção consistem na triagem inicial, na qual uma equipe técnica avaliará o preenchimento correto da inscrição, a de pré-seleção, com análise dos projetos - realizada por um comitê de notório saber composto por mulheres, que atendem aos critérios de Inspiração, Transformação, Articulação e Diversidade/Criatividade, momento onde serão anunciados as finalistas, e a de votação popular, onde a sociedade civil vai escolher as vencedoras do prêmio entre os dias 7 e 20 de setembro. A cerimônia de premiação ocorre no dia 23 de setembro, com transmissão online no canal da Neoenergia no YouTube e página no Facebook.

SOBRE A NEOENERGIA: Companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN), Elektro (SP/MS) e Neoenergia Distribuição Brasília (DF) atendem a mais de 15 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.

A Neoenergia possui 4 GW de capacidade instalada em geração, sendo 88% de energia renovável, e está implementando mais 1 GW com a construção de novos parques eólicos. Em transmissão, são 1.091 km de linhas em operação, sendo 412 km do projeto Dourados (quatro de cinco trechos entregues) e 5,5 mil km em construção, já considerando o lote arrematado no leilão de dezembro de 2020. Por meio do Instituto Neoenergia, fomenta o desenvolvimento sustentável a partir de ações socioambientais e, assim, contribui para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde a empresa atua, sobretudo, pessoas mais vulneráveis, visando sempre pelo desenvolvimento sustentável. A partir de janeiro de 2021, a Neoenergia passa a integrar a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão – que reúne companhias que possuem as melhores práticas de governança e sustentabilidade corporativa







Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.