Atenção

Fechar

Destaques

Flores para os blindados - Avós engajadas contestaram a presença de veículos militares na Esplanada dos Ministérios em Brasília

FOTOS DE ORLANDO BRITO, DE BRASÍLIA - ESPECIALMENTE CEDIDAS PARA PLURALE

Por Nícia Ribas, Repórter Especial de Plurale

ESTA REPORTAGEM FOI ORIGINALMENTE PUBLICADA EM 11 DE AGOSTO DE 2021. COM AS INCRÍVEIS FOTOS CEDIDAS GENTILMENTE PELO FOTOJORNALISTA ORLANDO BRITO, DE BRASÍLIA PARA PLURALE. HOJE, 11/03/1011, COM O SEU FALECIMENTO, PRESTAMOS AQUI A NOSSA HOMENAGEM. SIGA NA LUZ, AMIGO. VOCÊ FOI GIGANTE, UM POETA DAS IMAGENS. GRATIDÃO.

FOTO DE ORLANDO BRITO, DE BRASÍLIA - ESPECIALMENTE CEDIDA PARA PLURALE

Elizabeth Mader Gonçalves Coutinho, 70, mediadora judicial, moradora de Brasília, completamente vacinada, venceu o medo de aglomerar e foi com amigas, ontem, 10 de agosto, contestar a presença dos blindados na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Vestidas com camisa preta alusiva ao movimento estudantil de 1968 contra a ditadura militar, quando houve a Passeata dos Cem mil na Cinelândia, ela, a amiga Madalena Rodrigues e um grupo de ativistas da mesma geração, levaram nas mãos um ramalhete de flores verde-amarelo para oferecer aos soldados.

FOTO DE ORLANDO BRITO, DE BRASÍLIA - ESPECIALMENTE CEDIDA PARA PLURALE

Madalena Rodrigues, 69, jornalista, é voluntária do Observatório Social de Brasília, que vai ao ar toda segunda feira, às 10h45, na CBN, sucursal de Brasília, incentivando os ouvintes a exercer sua cidadania, acompanhar de perto as ações dos poderes públicos e exigir transparência.

O inusitado desfile de blindados militares aconteceu no mesmo dia em que a Câmara votava a proposta de emenda constitucional apresentada pela Deputada Bia Kicis (PSL-DF) da volta do voto impresso causando surpresa e protesto de vários parlamentares de oposição. Segundo comunicado oficial do Comando da Marinha, o cortejo "já estava agendado anteriormente", para levar o convite ao Presidente Jair Bolsonaro para assistir treinamento de manobras militares em Formosa, interior de Goiás, a cerca de 80 quilômetros de Brasília. O treinamento militar acontece anualmente desde 1988, mas esta foi a primeira vez que um pequeno desfile militar foi organizado para levar o convite. A ordem para que o desfile militar ocorresse teria partido do próprio Bolsonaro.

FOTOS DE ORLANDO BRITO, DE BRASÍLIA - ESPECIALMENTE CEDIDA PARA PLURALE

Ainda sob a emoção do que viveram ontem, que ganhou notoriedade nas mídias, com a publicação de foto na versão em português do relevante Portal do jornal El País e em outros portais e jornais, elas falaram, por telefone, à PLURALE:

"Saímos de casa como mulheres cidadãs, avós, ativistas sociais e ambientais, integrantes do grupo Geração 68, que viveu os horrores da ditadura para trazer uma mensagem: não estamos caladas. As instituições não vão sair dos seus conchavos se a sociedade não for para as ruas. Precisamos resgatar a política do povo, pelo povo e para o povo. O que estamos vendo é um presidente genocida que está desmantelando todos os nossos avanços sociais. Queremos paz, queremos justiça social, queremos vacina."

FOTOS DE ORLANDO BRITO, DE BRASÍLIA - ESPECIALMENTE CEDIDA PARA PLURALE







Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.