Atenção

Fechar

ESPECIAL CORONAVÍRUS

Distribuidoras da Neoenergia contribuem com armazenamento de vacinas com doação de mais de mil refrigeradores científicos

Entrega coopera não apenas com campanha de imunização contra covid-19 mas gera benefícios de longo prazo para outras iniciativas do PNI

Câmaras conservam imunizantes de forma adequada e podem beneficiar sistema de saúde em outras iniciativas, além da campanha para combater a covid-19.

A Neoenergia, por meio de suas distribuidoras, destinou este ano R$ 9,3 milhões para a doação de refrigeradores científicos para o armazenamento de vacinas. As câmaras conservam de forma adequada os imunizantes utilizados nas campanhas para combater a covid-19 e poderão beneficiar os sistemas de saúde em outras iniciativas, já que servem também para todas as vacinas que fazem parte do Programa Nacional de Imunizações (PNI). Os recursos para a aquisição dos equipamentos são provenientes do Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), das cinco concessionárias – Neoenergia Coelba (BA), Neoenergia Pernambuco (PE), Neoenergia Cosern (RN), Neoenergia Elektro (SP e MS) e Neoenergia Brasília (DF).

"Essa doação é importante para a campanha de vacinação, no combate à covid-19, como na redução do consumo de energia dos municípios. Além disso, os refrigeradores científicos doados pelas distribuidoras da Neoenergia poderão continuar auxiliando os sistemas de saúde nas nossas áreas de concessão por muitos anos, já que poderão ser utilizados para armazenar de forma adequada outras vacinas que fazem parte do PNI", explica Ana Christina Mascarenhas, gerente de Eficiência Energética da Neoenergia.

As empresas já entregaram, desde fevereiro, 1.010 refrigeradores científicos, beneficiando 965 municípios dos cinco estados onde as empresas possuem concessão, além de Brasília. As câmaras doadas têm temperatura programável e constante entre 2ºC e 8ºC, sensores e bateria. Os modelos escolhidos para a doação são de fabricação nacional e a maior parte deles tem capacidade de 280 litros, suficientes para armazenar cerca de 18 mil doses de 0,5 ml.

Além de manter a temperatura adequada, os refrigeradores científicos são dotados de sensores e bateria, ferramentas que ajudam a evitar o comprometimento das vacinas. Os equipamentos possuem ainda um sistema de alarme remoto, que realiza chamadas telefônicas se houver uma queda de temperatura ou a bateria estiver em um nível baixo. A câmara interna é produzida em aço inoxidável para longa vida útil.

Em uma estratégia criada pelas distribuidoras da Neoenergia para evitar o desperdício de energia, as empresas receberam refrigeradores ou freezers inadequados para vacinas, a cada nova câmara doada. Ao todo, foram recolhidos 2.020 equipamentos ineficientes.

  • SOBRE A NEOENERGIA:?companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Neoenergia Coelba (BA), Neoenergia Pernambuco (PE), Neoenergia Cosern (RN), Neoenergia Elektro (SP/MS) e Neoenergia Brasília (DF) atendem a mais de 15,6 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.

A Neoenergia possui 4 GW de capacidade instalada em geração, sendo 88% de energia renovável, e está implementando mais 1 GW com a construção de novos parques eólicos. Em transmissão, são 1,4 mil km de linhas em operação e 5,3 mil km em construção. Por meio do Instituto Neoenergia, fomenta o desenvolvimento sustentável a partir de ações socioambientais e, assim, contribui para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde a empresa atua, sobretudo, pessoas mais vulneráveis, visando sempre pelo desenvolvimento sustentável. A companhia é primeira empresa no País a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira de Futebol Feminino, dando nome à competição nacional, que passa a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia. Desde janeiro 2021, integra a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão – que reúne companhias que possuem as melhores práticas de governança e sustentabilidade corporativa.







Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.