Atenção

Fechar

Energia & Crédito Carbono

Neoenergia avança nas obras do Complexo Solar Luzia e instala a primeira estaca de sustentação para mais de 233 mil painéis solares

Complexo é o primeiro da companhia para geração fotovoltaica centralizada para o mercado livre

Primeira estaca de sustentação de painéis solares é instalada no Complexo Solar Luzia Neoenergia, localizado na Paraíba. Clique aqui e confira.

A Neoenergia acaba de instalar a primeira estaca de sustentação para os mais de 233 mil painéis solares previstos para o parque, localizado no município de Santa Luzia, no sertão da Paraíba (PB). Com capacidade instalada total de 149,3 MWp, o Complexo Solar Luzia é o primeiro da empresa para a geração fotovoltaica centralizada para o mercado livre. Em 2022, com Luzia e outros ativos que estão em construção, mais de 90% da matriz da companhia será formada por energias renováveis.

O ativo terá sinergia operacional com os empreendimentos eólicos e de transmissão e está alinhado com o objetivo da Neoenergia de expandir a carteira de geração de energia limpa com criação de valor e contribuir com o desenvolvimento sustentável e de baixo carbono. A construção dos parques irá trazer também benefícios econômicos para os proprietários de terras durante toda a vida do empreendimento. A geração de empregos é outra vantagem das obras, que deverão criar 700 postos de trabalho no pico.

Sinergia operacional

A localização das plantas fotovoltaicas potencializa a sinergia operacional dos negócios da companhia. O empreendimento está sendo construído a aproximadamente 11 quilômetros da subestação Santa Luzia II, que integra o projeto de transmissão adquirido pela companhia no lote 6 do leilão 002/2017 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com energização prevista para este ano. Além disso, a infraestrutura de conexão das usinas será compartilhada com o Complexo Eólico Chafariz, onde estão sendo instalados 15 parques que somam capacidade instalada de 471,2 MW.

  • SOBRE A NEOENERGIA:?companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Neoenergia Coelba (BA), Neoenergia Pernambuco (PE), Neoenergia Cosern (RN), Neoenergia Elektro (SP/MS) e Neoenergia Brasília (DF) atendem a mais de 15,6 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.

A Neoenergia possui 4 GW de capacidade instalada em geração, sendo 88% de energia renovável, e está implementando mais 1 GW com a construção de novos parques eólicos. Em transmissão, são 1,4 mil km de linhas em operação e 5,3 mil km em construção. Por meio do Instituto Neoenergia, fomenta o desenvolvimento sustentável a partir de ações socioambientais e, assim, contribui para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde a empresa atua, sobretudo, pessoas mais vulneráveis, visando sempre pelo desenvolvimento sustentável. A companhia é primeira empresa no País a patrocinar exclusivamente a Seleção Brasileira de Futebol Feminino, dando nome à competição nacional, que passa a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia. Desde janeiro 2021, integra a carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3 – Brasil, Bolsa, Balcão – que reúne companhias que possuem as melhores práticas de governança e sustentabilidade corporativa.







Veja também

0 comentários | Comente

 Digite seu comentário

*preenchimento obrigatório



Ninguém comentou essa notícia ainda... Seja o primeiro a comentar!

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.